Web Press Kits | Banco de WPKs | Sobre o Press Club  
 
 
 
Web Press Kit - SKAL SP

Página principal do Press Kit  Enviar notícia por e-mail | Versão para impressão | Digite ao lado para pesquisar

Arquivo | Administração

Declaração do presidente do SKAL França

"Na França, as companhias aéreas pararam de pagar comissÔes em 2005.

O modelo de “services fees”, que já funcionava nos Estados Unidos, foi rapidamente implantado.

Na verdade, o fim das comissÔes foi um marco, que forçou adoção de nova atitude por parte dos agentes de viagens.

Eles entenderam que deveriam vender o real valor do trabalho que executam.

AgĂȘncias pequenas e mĂ©dias devem cobrar de acordo com o serviço prestado.

De alguma forma, isso as obriga a ter maior controle das finanças – o que induz a uma melhor performance, jĂĄ que tĂȘm o olhar mais atento Ă s receitas e despesas.

A introdução dos “transaction fees”, para cada operação, trouxe grande transparĂȘncia na relação da agĂȘncia com os clientes, pessoas fĂ­sicas, corporativos, grandes ou pequenos.

Em viagens de negĂłcios, particularmente, mas tambĂ©m no caso das viagens a lazer, a assistĂȘncia profissional Ă© altamente desejada, alĂ©m dos serviços exclusivos.

AgĂȘncias corporativas provĂȘem em linhas de contato 24 horas e fazem a diferença para grupos multinacionais.

Algumas pessoas previram o desaparecimento de 30% das agĂȘncias de viagens. Mas isso, realmente, nĂŁo aconteceu.

Talvez 10 % delas tenham fechado as portas, mas tambĂ©m, devido Ă  Internet, novo player do mercado, e que forçou essa “revolução cultural”.

É verdade que logo apĂłs o corte das comissĂ”es aĂ©reas, as agĂȘncias incentivaram a venda de hotĂ©is, jĂĄ que eles representavam a Ășnica fonte de receita tradicional, juntamente com as locadoras de veĂ­culos.

Hoje, hotéis pagam pelo menos 8% de comissão aos hotéis duas estrelas, por exemplo. Mas, geralmente, 10%.

Na minha opiniĂŁo, uma boa agĂȘncia de viagens, provendo serviço de fato ao cliente e consumidor final, continuarĂĄ tendo valor e sucesso.

TambĂ©m Ă© importante citar que as companhias aĂ©reas começaram a estabelecer metas para remunerar as agĂȘncias de viagens, o que foi uma revolução na Ă©poca.

A transição do modelo de comissão para remuneração por fee não foi muito longa, com a Internet crescendo muito naquela época .

Os agentes tinham, de qualquer forma, de repensara maneira de trabalhar".


Mais informações para a imprensa:
Luiz Henrique Miranda e Marily Miranda
AMIgo!
Fone: 11 - 3873-5488
E-mail: marily@pressclub.com.br
Site: http://www.agenciaamigo.com.br